Página Inicial da Eletronorte Eletronorte
» Página Inicial » Fale Conosco » Mapa do Site

Pesquise na Eletronorte:

busca avançada



Chamada Pública - Inscrição para Negócios de Geração e Transmissão Transparência Pública Transparência Pública Acesso à Informação da Eletronorte Lei de Conflito de Interesses Prestação de Contas

Eletrobras Eletronorte promove evento de Direitos Humanos em Belém

2 de Julho de 2012; Imprensa Eletrobras Eletronorte

Qual o valor do amanhã? Foi com essa pergunta que o diretor-presidente da Eletrobras Eletronorte, Josias Matos de Araujo, abriu o evento “Direitos Humanos e Resgate da Cidadania”, que aconteceu no dia 29 de junho, no Centro de Tecnologia, em Belém do Pará. No evento foram debatidas questões sobre o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, a erradicação do trabalho escravo, combate à violência contra a mulher, erradicação do acidente por escalpelamento e promoção da inclusão social e produtiva de catadores de materiais recicláveis.

Após ser recebida pela direção da Eletrobras Eletronorte, a ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário, fez um passeio pelos stands montados no local. Um dos primeiros espaços visitados foi o da Marinha do Brasil, onde a ministra tomou conhecimento do projeto realizado entre a Empresa e a Capitania dos Portos da Amazônia Oriental, cujo objetivo é desenvolver carenagens que protejam os eixos dos motores dos barcos de ribeirinhos do Pará e Amapá, para que se evite acidente por escalpelamento.

Outro projeto que chamou a atenção da ministra Maria do Rosário foi o Infocentro, desenvolvido no Centro de Tecnologia da Empresa, cuja finalidade é levar cursos de computação à crianças e adolescentes carentes dos bairros do entorno. “Fico muito contente ao ver essas crianças e adolescentes recebendo uma formação e que eles estão aprendendo aqui uma profissão”, disse. Em seguida, a ministra seguiu para a sala vip, onde conversou brevemente com algumas autoridades sobre os projetos desenvolvidos pela Empresa e atendeu a imprensa.

Na mesa de abertura, o lado do diretor-presidente da Eletrobras Eleltronorte mpresa, Josias Matos de Araujo, o diretor de Operação da Empresa, Wady Charone Junior, e o diretor Econômico-Financeiro, Antonio Amorim Barrar foram anfitriões de representantes do Governo do Estado, Prefeitura, Câmara Municipal e da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, além do deputado federal Arnaldo Jordy, membro da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, e da ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário Nunes. Segundo ela, o debate de assuntos voltados para os direitos humanos são de fundamental importância, principalmente na atual conjuntura do Brasil, que figura como a 6ª economia mundial. “O Brasil escolheu desenvolver-se economicamente, mas com direitos humanos”, afirmou.
 
Na palestra ministrada pela promotora de Justiça do Estado do Pará, Leane Fiuza de Melo, foi debatido o enfrentamento de questões relativas aos direitos humanos no estado do Pará, como o fato que aconteceu em 1997, quando o Ministério Público Estadual descobriu uma grande rede de exploração sexual de meninas menores de idade no município de Itaituba (PA).
 
Histórias
Dois depoimentos marcaram o encontro: as histórias da catadora Sara Reis e da vítima de escalpelamento, Balbina Figueiredo. Representante da Associação de Recicláveis de Águas Lindas de Ananindeua, Sara contou sua experiência de 23 anos como catadora. “Essa foi a única opção que minha mãe me apresentou, Eu não tive escolha”, relatou a catadora, que hoje luta para que seus filhos tenham outras chances na vida.
 
O projeto Reciclanorte, executado pela Eletrobras Eletronorte, deve contar com o apoio de diversas entidades e órgão governamentais para promover, entre outros objetivos, a inclusão social de catadores de materiais recicláveis.
 
Balbina relatou seu sofrimento após o acidente que sofreu aos 11 anos.  Com um discurso emocionante, Balbina contou sua história de vida e superação. “Foi muito difícil no começo, até pensei em desistir de tudo, mas graças a Deus hoje eu consegui superar”, disse, representando outras centenas de mulheres que já passaram pelo mesmo sofrimento, que muitas vezes as impedem até de sorrir ou chorar. Hoje Balbina faz parte da ONG dos Ribeirinhos Vítimas de Acidente com Motor (ORVAM), criada em 2010.
 
Em sua fala, a ministra Maria do Rosário citou como referência a catadora Sara e ressaltou a importância das medidas que serão adotadas na região para erradicar as violações aos direitos humanos. “Os filhos esta mulher guerreira (Balbina) precisam ter o direito de escolha, igualdade de oportunidades de educação, trabalho decente, saúde e de todos os demais direitos indispensáveis à sua cidadania”, destacou. Rosário falou ainda sobre a proteção e o combate a exploração sexual das crianças e adolescentes e disse que “as marcas da exploração sexual nunca são esquecidas”.
 
Escalpelamento
Para acabar com esse tipo de sofrimento, a Eletrobras Eletronorte, em parceria com a Capitania dos Portos da Amazônia Oriental, implementou o projeto “Educar para evitar o sofrimentos pelo escalpelamento”.
 
Para o comandante da Capitania, Francis Pereira, o convênio só deve ser desfeito quando os acidentes por escalpelamento forem extintos. “Desde o início deste ano, nós já colocamos 200 carenagens, que protegem os eixos dos motores e evitam esses tipos de acidentes”, explicou.
 
Com a parceria, mais três mil carenagens foram produzidas, o que deve beneficiar cerca de 400 mil pessoas nos estados do Pará e Amapá. Apesar da meta, a Capitania enfrenta um grande problema para conscientizar os ribeirinhos quanto aos benefícios das carenagens. “Muitos têm medo de nos procurar para solicitar o equipamento, pois pensam que vamos reter seus barcos por não serem regularizados, mas na verdade ocorre o contrário. Nós damos inclusive orientação a eles de como regularizar e usar o barco com segurança”, informou Francis.
 
A ministra Mario do Rosário destacou ainda o papel das grandes empresas para o desenvolvimento social do País. “A parceria entre a Eletrobras Eletronorte e a Marinha do Brasil é um exemplo magnífico de como isso é possível, pois assim os ribeirinhos podem continuar a desenvolver suas atividades diárias sem colocar em risco a vida de ninguém”.
 
Uma réplica do equipamento protetor foi apresentada ao público durante o evento, oportunidade também em que a Eletrobras Eletronorte assinou dois planos de ação. O primeiro, em parceria com a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos, voltado para a erradicação do trabalho escravo, e o segundo para o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.
 
Casa Abrigo
Enquanto essas assinaturas faziam nascer novas esperanças, mulheres que sofreram qualquer tipo de violência em Tucuruí (PA) e em municípios vizinhos viram mais um projeto se tornar realidade com a entrega simbólica da Casa Abrigo do município. Serão cerca de 20 mulheres e crianças atendidas logo na primeira fase, graças a uma parceria entre a Empresa e a Secretaria de Estado de Assistência Social.
 
 “Esta é uma ação da Eletrobras Eletronorte para prestar contas com a sociedade. Aqui, assinamos documentos importantes e entregamos projetos muito esperados pela população, e isso, além de colaborar e contribuir para a inclusão social, traz ainda uma sensibilização para os empregados e empregadas da Empresa”, avaliou Rosa Maria Albuquerque Barbosa, gerente de Responsabilidade Social da Eletrobras Eletronorte.
 
“Esse trabalho está alinhado com os objetivos da Empresa e do Governo Federal, de garantir os direitos das mulheres, das crianças e dos adolescentes, e com ele pretendemos colaborar com a população local e com o Governo, garantindo e promovendo a cidadania”, declarou Josias Matos de Araujo, após a apresentação do Grupo de Teatro da Terra Firme, que encerrou o evento com uma apresentação que tratou sobre temas voltados para o meio ambiente, a violência contra a mulher e aos direitos das crianças e adolescentes.
 


mais notícias


® Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A - Eletrobras Eletronorte - SCN Quadra 06 Conj. A, Blocos B e C, Entrada Norte 1, Asa Norte - CEP 70.716-901 - Brasília/DF
Telefone (61) 3429-5151

Copyright© Eletrobras Eletronorte. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução do conteúdo deste site, desde que citada a fonte.