Página Inicial da Eletronorte Eletronorte
» Página Inicial » Fale Conosco » Mapa do Site

Pesquise na Eletronorte:

busca avançada



Chamada Pública - Inscrição para Negócios de Geração e Transmissão Transparência Pública Transparência Pública Acesso à Informação da Eletronorte Lei de Conflito de Interesses Prestação de Contas

Eletrobras lucra R$ 1,3 bilhão no 1º trimestre de 2012

29 de Maio de 2012; Assessoria de Comunicação da Eletrobras

A Eletrobras obteve um lucro líquido de R$ 1,268 bilhão no primeiro trimestre de 2012, contra um resultado positivo de R$ 1,285 bilhão nos três primeiros meses do ano passado, um decréscimo de 1,3%. No entanto, o Ebitda (Lucros Antes dos Juros, Impostos, Depreciação e Amortização, em inglês), na comparação dos mesmos períodos, teve uma elevação de 7,1%, indo de R$ 2,569 bilhões, de janeiro a março de 2011, para R$ 2,751 bilhões no mesmo período deste ano, variação que demonstra a melhora da geração de caixa das empresas Eletrobras. Já na comparação do lucro dos primeiros três meses de 2012 com o do último trimestre ao ano passado, a elevação atingiu 127,5% – de outubro a dezembro de 2011, o resultado positivo foi de R$ 557 milhões.

O pequeno decréscimo do lucro líquido em relação ao primeiro trimestre de 2011 é explicado pelo aumento das despesas financeiras em função dos investimentos que estão sendo realizados pela Eletrobras, em geração, transmissão e distribuição. O orçamento total da companhia para 2012 está dividido em R$ 6,8 bilhões para geração, R$ 3,8 bilhões para a transmissão, e R$ 1,8 bilhão para a distribuição.

Os números da Eletrobras referentes ao primeiro trimestre de 2012 apontam também uma elevação de 15,9% na Receita Operacional Líquida (ROL) em relação ao mesmo período do ano passado – R$ 8,278 bilhões contra R$ 7,139 bilhões. Esse número ganha maior significado quando colocado ao lado da conta Pessoal, Material e Serviço (PMS). Essa conta teve um acréscimo, nos períodos considerados, de 6,9% (de R$ 1,713 bilhão, no primeiro trimestre de 2011, para R$ 1,831, no mesmo período deste ano). Assim, a relação PMSO/ROL ficou em 22%, nos três primeiros meses deste ano, contra 24%, no mesmo período de 2011, demonstrando a melhoria operacional das empresas Eletrobras.

Boas novas também vieram das distribuidoras. O prejuízo líquido das empresas de distribuição da Eletrobras caiu de R$ 254 milhões, no primeiro trimestre de 2011, para R$ 146 milhões (menos 42,5%), nos três primeiros meses deste ano. O Ebitda também melhorou substancialmente, na comparação entre os dois períodos, saindo de menos R$ 98 milhões para um resultado negativo de apenas R$ 18 milhões. As empresas de geração tiveram queda de lucro – R$ 965 milhões, no primeiro trimestre de 2011, para R$ 911 milhões, no mesmo período deste ano –, mas com melhora de Ebitda de R$ 4,7% – variação de R$ 1,854 bilhão para R$ 1,942 bilhão. A queda no lucro das geradoras também pode ser explicada pelos custos financeiros ocasionados pelos investimentos que estão sendo feitos e também pelas paradas técnicas de Candiota 3, usina da CGTEE, e Angra 2, da Eletronuclear, que reduziram a venda de energia dessas subsidiárias.

 



mais notícias


® Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A - Eletrobras Eletronorte - SCN Quadra 06 Conj. A, Blocos B e C, Entrada Norte 1, Asa Norte - CEP 70.716-901 - Brasília/DF
Telefone (61) 3429-5151

Copyright© Eletrobras Eletronorte. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução do conteúdo deste site, desde que citada a fonte.