Página Inicial da Eletronorte Eletronorte
» Página Inicial » Fale Conosco » Mapa do Site

Pesquise na Eletronorte:

busca avançada



Chamada Pública - Inscrição para Negócios de Geração e Transmissão Transparência Pública Transparência Pública Acesso à Informação da Eletronorte Lei de Conflito de Interesses Prestação de Contas

Debate no Senado destaca atuação da Eletrobras Eletronorte no Plano Nacional de Banda Larga

21 de Março de 2012; Imprensa Eletrobras Eletronorte

O Plano Nacional de Banda Larga - PNBL e as deficiências de atendimento na transmissão de dados via internet na Região Norte do País foram os temas debatidos em audiência pública da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática - CCT do Senado Federal, realizada nesta quarta-feira, 21 de março. O diretor de Planejamento e Engenharia da Eletrobras Eletronorte, Adhemar Palocci, participou da audiência, que contou também com as presenças do presidente da Telebrás, Caio Bonilha, do secretário-executivo do Ministério das Comunicações, Cezar Alvarez, do superintendente de Serviços Privados da Anatel, Bruto Ramos, além de representantes das empresas de telecomunicações Oi, Embratel, Telefônica e Tim.

O presidente da CCT, e líder do governo no Senado, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), reconheceu que é preciso ampliar os esforços pela redução da desigualdade digital na Região Amazônica. “A infraestrutura de telecomunicações da Região Norte ainda tem grandes deficiências. Esta é a região com maiores problemas e necessidade de investimentos”, disse Braga na abertura da reunião, que foi posteriormente presidida pelo senador Gim Argelo (PTB-DF).

O presidente da Telebrás, Caio Bonilha, informou que o governo federal repassou R$ 66 milhões do orçamento do Ministério das Comunicações, no final do ano passado, para a implantação do PNBL na Região Norte e ressaltou a importância da parceria com a Eletrobras Eletronorte. “A nossa missão é aumentar a cobertura, aumentar a velocidade e baixar o preço. Na Região Norte, o principal parceiro que nós temos é a Eletronorte, que vem trabalhando intensamente com a Telebrás para utilizarmos os circuitos e a rede hoje existentes para anteciparmos esse atendimento”, declarou Bonilha.

Adhemar Palocci, diretor de Planejamento e Engenharia da Eletrobras Eletronorte, esclareceu que a participação da Empresa no PNBL se dá por meio da rede de fibra óptica que chegará também aos estados que ainda não estão no Sistema Interligado Nacional (SIN). “Nós estamos em construção da linha Tucuruí-Macapá-Manaus que deve dar o acesso à energia elétrica de forma definitiva a Manaus. Vamos fazer também a interligação com o Estado do Amapá e, através de outra linha, nós vamos ligar também o estado de Roraima. E nesses circuitos nós vamos ter fibra óptica, tirando alguns estados do isolamento elétrico e também do isolamento de atendimento em banda larga.”

Finalmente, a autora do requerimento de realização da audiência, senadora Ângela Portela (PT-RR), ressaltou a grande desigualdade no acesso à internet na Amazônia e pediu a mobilização de recursos do Estado brasileiro e das empresas privadas para mudar essa situação. Na audiência, os integrantes do Ministério das Comunicações e da Anatel expuseram questões relativas à normatização do setor e os representantes das empresas de telecomunicações – Oi, Telefônica, Tim e Embratel, mostraram, ainda, os seus planos de investimentos para a expansão da oferta de internet na Região Norte.

 


mais notícias


® Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A - Eletrobras Eletronorte - SCN Quadra 06 Conj. A, Blocos B e C, Entrada Norte 1, Asa Norte - CEP 70.716-901 - Brasília/DF
Telefone (61) 3429-5151

Copyright© Eletrobras Eletronorte. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução do conteúdo deste site, desde que citada a fonte.