Página Inicial da Eletronorte Eletronorte
» Página Inicial » Fale Conosco » Mapa do Site

Pesquise na Eletronorte:

busca avançada



Chamada Pública - Inscrição para Negócios de Geração e Transmissão Transparência Pública Transparência Pública Acesso à Informação da Eletronorte Lei de Conflito de Interesses Prestação de Contas

Inauguradas as eclusas de Tucuruí

1 de Dezembro de 2010; Alexandre Magno Rodrigues Accioly

DSC_0227O presidente Luís Inácio Lula da Silva inaugurou ontem, 30 de novembro, as eclusas de Tucuruí. Ele e sua comitiva, formada pela presidente eleita, Dilma Rousseff, ministros, parlamentares, o presidente da Eletrobras, José Antonio Muniz, e a diretoria da Eletrobras Eletronorte, venceram o desnível de 69 metros entre o Rio Tocantins e o Lago de Tucuruí, por meio da eclusagem. A travessia durou cerca de uma hora.

Mais de três mil pessoas esperavam a comitiva no bairro de Nova Matinha. A cerimônia foi aberta pelo prefeito de Tucuruí, Sancler Ferreira. “Hoje se vira a página do maior passivo socioambiental da Usina, as obras das eclusas que demoraram 29 anos até ficarem prontas. Agradecemos ao Governo Federal por trazer de volta a navegabilidade do Rio Tocantins”, afirmou.

O representante dos trabalhadores das eclusas, o colaborador da Eletrobras Eletronorte, Sebastião Ivo Lemos, agradeceu o comprometimento e dedicação de todos os que trabalharam para o resgate da navegabilidade do rio. “A importância das eclusas não está apenas na navegabilidade, mas na possibilidade de gerar a hidrovia Araguaia-Tocantins, que será fundamental para a economia da região”, frisou.

O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, disse que o projeto se arrastou por quase 30 anos e somente quando incluído no Programa de Aceleração do Crescimento - PAC, em 2007, encontrou o seu curso normal. “As eclusas de Tucuruí estão entre as maiores do mundo, com a capacidade de 19 mil toneladas por comboio. Serão cerca de 40 milhões de toneladas por ano. Além disso, estamos preparando a derrocagem do Pedral do Lourenço e vamos construir as eclusas de Estreito (MA) e Lajeado (TO), que vão garantir a efetivação da hidrovia Araguaia-Tocantins. Assim, estamos buscando uma matriz de transporte mais equilibrada, pois é mais eficiente em termos energéticos, ambientais e econômicos”.

A presidente eleita, Dilma Rousseff, afirmou: “Hoje é um momento em que vemos uma grande obra ser finalizada. Todos ficamos impressionados quando a porta da eclusa abriu e fechou. É uma obra de engenharia impressionante, mas por trás dela há a perspectiva de oportunidade para as pessoas. As eclusas serão sinônimo de geração de emprego e renda, e crescimento econômico não apenas para o Pará, mas para toda região Norte e Nordeste”.

O presidente Lula fez um balanço do seu governo e disse que o Brasil vive um momento maravilhoso, inclusive, citando os três grandes empreendimentos hidrelétricos que serão construídos - Belo Monte, Jirau e Santo Antônio. Sobre as eclusas, falou da importância do seu papel social: “As eclusas que inauguramos hoje só terão sentido se significar a melhoria da qualidade de vida do povo do estado. Se for favorecer apenas aos grandes grupos econômicos não têm sentido”.

Para o Diretor de Planejamento Engenharia da Eletrobras Eletronorte, Adhemar Palocci, “encerra-se a fase dos grandes empreendimentos em Tucuruí. Estamos devolvendo a navegabilidade desse trecho do Tocantins. Já resolvemos os problemas socioambientais referentes ao empreendimento. Será construída uma escola destinada a 1.600 alunos, dois centros comunitários, três praças, um posto de saúde, recuperação de linhas de ônibus. Cercas de 325 famílias vão participar do projeto de tanques-rede para a criação de peixes”.

Durante a cerimônia foi assinado o termo de compromisso de contratação de 39 engenheiros civis e eletricistas para as obras do Aproveitamento Hidrelétrico Belo Monte. Os profissionais fazem parte da primeira turma que se graduou no campus avançado da Universidade Federal do Pará – UFPA, em Tucuruí, fruto de um convênio entre a instituição e a Eletrobras Eletronorte. Na ocasião, também foi assinado o contrato de financiamento para a expansão do suprimento energético da Ilha de Marajó.

_DSC0173 

 



mais notícias


® Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A - Eletrobras Eletronorte - SCN Quadra 06 Conj. A, Blocos B e C, Entrada Norte 1, Asa Norte - CEP 70.716-901 - Brasília/DF
Telefone (61) 3429-5151

Copyright© Eletrobras Eletronorte. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução do conteúdo deste site, desde que citada a fonte.