Página Inicial da Eletronorte Eletronorte
» Página Inicial » Fale Conosco » Mapa do Site

Pesquise na Eletronorte:

busca avançada



Chamada Pública - Inscrição para Negócios de Geração e Transmissão Transparência Pública Transparência Pública Acesso à Informação da Eletronorte Lei de Conflito de Interesses Prestação de Contas

Eletrobras Eletronorte inicia enchimento do canal das eclusas de Tucuruí

3 de Setembro de 2010; Eletrobras Eletronorte

 

O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, esteve no último dia 2 de setembro em Tucuruí, para uma visita técnica ao canteiro de obras das eclusas da Hidrelétrica. Acompanhado pela coordenadora-geral do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC, Miriam Belchior, e pelo diretor de Planejamento e Engenharia da Eletrobras Eletronorte, Adhemar Palocci, a comitiva participou do desligamento da bomba de drenagem que deu início ao processo de enchimento do canal de navegação que interliga as eclusas I e II.
Até o dia 31 de outubro, todas as atividades para a conclusão dos trabalhos no canteiro de obras deverão ser encerradas. O enchimento do canal tem início no próximo dia 6 de setembro, e até 15 de novembro serão realizados testes para monitorar o enchimento do canal. A previsão é que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva inaugure a obra em 18 de novembro.
Miriam Belchior  disse que a conclusão das eclusas de Tucuruí é simbólica e significa muito para o desenvolvimento do País e da Região Norte. “Uma obra de infraestrutura não pode levar 30 anos para ser concluída. Ao inaugurar as eclusas, o governo do presidente Lula encerra uma lógica arcaica na construção de importantes obras para o Brasil e inaugura uma nova mentalidade de se construir projetos estratégicos”, enfatiza.
Adhemar Palocci afirmou que, “em breve, esse espetacular sistema de transposição transformará o rio, permitindo ao longo e magnífico curso d’água tornar-se uma importante rota comercial e turística, atendendo a um anseio que vem sendo exaustivamente expressado por autoridades paraenses e populações ribeirinhas. Quando estiverem operando, estarão naturalmente integradas à deslumbrante paisagem de Tucuruí”.  
Segundo José Biagioni, gerente das obras das eclusas, o cronograma está sendo cumprido à risca e, hoje, 99% de todo o serviço de concretagem da primeira eclusa já está realizado, e a montagem dos equipamentos atingiu 95%. Na eclusa II, 98% do concreto já foram baixados. O primeiro teste de transposição deve acontecer no início de outubro, após o canal ser tomado pelas águas do Rio Tocantins, formando o lago permanente que permitirá a transposição do desnível de 75 metros.
Grandiosidade - Os investimentos na obra das eclusas de Tucuruí somam, no período de 1981 a 2005, recursos da ordem de R$ 630 milhões; e mais R$ 1 bilhão entre 2006 e 2010, totalizando R$ 1,63 bilhão. No pico da obra, em julho de 2009, a obra contava com 3.646 operários, sendo cerca de 80% da mão de obra local e regional. O tempo total para enchimento está estimado em quase 19 dias, dependendo dos resultados dos testes em carga dos equipamentos.
Eclusas são um conjunto de tanques para elevar ou baixar embarcações entre níveis diferentes. As de Tucuruí estão entre as maiores do mundo e são as maiores do Brasil, feitas em duas etapas, transpondo desníveis de 33 metros cada uma. Elas permitirão a passagem de um comboio de quatro chatas por elevação ou descida. Os tanques medem 33 metros de largura, por 210 metros de comprimento, com 44,5 metros de altura. Eles têm capacidade para dar passagem a 40 milhões de toneladas de cargas por ano.
Nas eclusas de Tucuruí, o calado regular para embarcações tipo barcaças, também chamadas ‘chatas’, é de 3,5 metros. Nas cheias pode haver passagem para navios maiores.O tempo de ultrapassagem dos comboios de jusante a montante ou vice e versa será de uma hora, que navegarão impulsionados por um rebocador pelos 5,5 km do canal intermediário e chegarão à segunda eclusa. O tempo de enchimento ou esvaziamento das câmaras será de 14 minutos. O canal permite comboios se deslocando em direções opostas A capacidade máxima será de 24 comboios nas duas direções por dia. São 16 eclusagens, ou 32 passagens de comboios, diariamente. A economia no transporte de minérios e grãos das regiões Norte e Centro-Oeste pode chegar a R$ 10 milhões por dia com combustíveis. Abaixo, estágio atual das obras na eclusa I. 
Eclusas-02.09
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



mais notícias


® Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A - Eletrobras Eletronorte - SCN Quadra 06 Conj. A, Blocos B e C, Entrada Norte 1, Asa Norte - CEP 70.716-901 - Brasília/DF
Telefone (61) 3429-5151

Copyright© Eletrobras Eletronorte. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução do conteúdo deste site, desde que citada a fonte.